Quarta-Feira  23 de Abril de 2014
  Menu
  HOME
  Quem Somos
  Estrutura
  Mantenha esta Obra
  Por que?

  MBM
  Agenda MBM
  Conferências
  Artigos
  Pregações
  Cadastre-se

  CMJ
  Conheça o CMJ
  Depoimentos
  Trabalhos

  Fale Conosco
  Entre em Contato
  Sugestões

  Para Você
  Estudos
  Links

  1º aos Judeus
  Shalom Umnuchá
  Dias Especiais
  Estudos na Torá
  Cartas a amigos
Busca no Site - Entre em contato conosco

Artigos

KUMRAN de Yon M. F. Costa
Manuscrito de Isaías achado em KUMRAN no Mar Morto

Em 1946 muitos judeus já habitavam a Palestina. Aos poucos voltavam para suas terras, após os anos cruéis da guerra que, implacavelmente, tirou a vida de seis milhões de israelitas. Foi naquela época que a ONU, em sessão presidida por Oswaldo Aranha, declarou o "Estado de Israel". Em 1948 Israel consegue sua total independência e autonomia. Aproximadamente após 1900 anos espalhados pelo mundo e longe daquela terra, Israel reassume sua administração.

Sem dúvida nenhuma foi um marco inesquecível na História bem como uma grande bênção. Mas é bem no meio desses dois anos – 1946 e 1948, ou seja em 1947, que o Eterno D-us presenteou o Seu povo com a maior das bênçãos e, ao mesmo tempo, o maior de todos os avisos para a nação emergente.

Em 1947 um jovem pastor de cabras atira uma pedra numa caverna na região de Kumran (junto ao Mar Morto), escuta um barulho de algo quebrando e, assustado, corre apressadamente para chamar as autoridades. Verifica-se aquela que foi a maior descoberta arqueológica da Era Moderna e uma das maiores de todos os tempos – OS MANUSCRITOS DO MAR MORTO. Os mesmos foram guardados cuidadosamente, por centenas de anos, pelos Essênios, uma comunidade judaica, zelosa pela santidade e que vivia isoladamente dos demais.

Acredita-se que os documentos datam de antes da Era Comum (chamada Cristã). Os manuscritos contêm muitas informações a respeito do modo de vida dos Essênios, grande parte de fragmentos dos principais livros do Tanach (Antigo Testamento), como Salmos, Ester, Provérbios, entre outros.

Porém, o mais impressionante era um Livro que estava praticamente intacto e, segundo os especialistas, qualquer estudante de 5ª série em Israel poderia lê-lo.  Aquele livro foi conservado por inteiro e sem diferença alguma do livro que temos hoje: o livro do profeta ISAÍAS. Em 1947 o Eterno presenteou o Seu povo com a maior das descobertas, como marco para a retomada da terra, o testemunho de Isaías para a nação do Eterno.

D-us deixou aviso:

"Portanto, o Eterno mesmo vos dará um sinal: Eis que a virgem (ha almah) conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel."  (Isaías 7:14)

"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro Deus Forte Pai da Eternidade Príncipe da Paz."  (Isaías 9:6)

"Era desprezado e o mais rejeitado entre os homens; HOMEM de dores e que sabe o que é padecer; e, como um de quem os homens escondem o rosto, era DESPREZADO e dele NÃO FIZEMOS CASO.

Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de D-us e oprimido

Ele foi oprimido e HUMILHADO, mas não abriu a boca; COMO CORDEIRO foi levado ao matadouro; e como ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a sua boca.

Por juízo opressor foi arrebatado e de sua linhagem, quem dela cogitou? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; por causa da transgressão DO MEU POVO, ele foi ferido. Designaram-lhe a sepultura com os perversos, mas com o rico esteve na sua MORTE, posto QUE NUNCA FEZ INJUSTIÇA, NEM DOLO algum se achou EM SUA BOCA. Ele verá o fruto penoso de seu trabalho e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento justificará a muitos, porque as iniqüidades deles levará sobre si." (Isaías 53:3, 4, 7, 8, 9, 11)

De quem fala Isaías? Dele mesmo? Do povo de Israel? "Ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de LÁBIOS IMPUROS e habito no meio de um POVO DE IMPUROS LÁBIOS..." (Palavras do próprio Isaías no capítulo 6, verso 5) Isaías, servindo "por boca" do D-us Eterno, avisa ao povo HOJE que, há quase dois mil anos atrás, alguém veio e se apresentou como O MESSIAS e NELE todas estas Palavras se cumpriram além de muitas outras mais que podem ser confirmadas lendo o profeta Isaías. KUMRAN – o aviso foi dado e o Eterno não muda. Ele preservou a Sua Palavra. Podemos confiar no Tanach e examiná-lo pois, por milhares de anos, tem sido sustentado pelo Eterno.

Os Escritos do Mar Morto testificam-nos a mensagem de Isaías: "Olhai para mim e sede salvos, vós todos os limites da terra (de Israel) porque Eu Sou D-us e não há outro."  (Isaías 45:22).

Há quase dois mil anos Hamashiach (O Messias) disse a Israel:

"Deixo-vos a Paz, a minha Paz vos dou;  não vo-la dou como o mundo a dá."  (João 14:27) "Vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos e Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e APRENDEI DE MIM porque sou manso e humilde de coração e achareis DESCANSO para as vossas almas. Eu Sou o Caminho e A Verdade e A Vida, ninguém VEM AO PAI SENÃO POR MIM."  (Mateus 11:28, 29; João 14:6).

O texto foi escrito, confirmado e encontrado em KUMRAN, e cumprido na pessoa de Yeshua Hamashiach (Jesus O Messias). Pense nisto e não tenha medo de procurar a Verdade. "Buscai a D-us enquanto se pode achar,  e invocai-o enquanto está perto"  (Isaías 55:6)

SHALOM

YMFC



Atalhos da página
Editar Imprimir esta página.
Editar Mandar link para um amigo.
Editar Voltar para a página principal.
Editar Voltar para a página anterior.
Editar Voltar ao topo da página.
Editar Comentar página.

São Paulo/SP - email: secretariambmbrasil@gmail.comfone: (11) 9-8748-1404
Rede Social Corporativa e-Solution Backsite